segunda-feira, 29 de setembro de 2014

O E-mail da NovaEmpresa

“Prezados diretores,

Considero a prática de fazer e-mails editados para seus funcionários um ato incômodo e muitas vezes indelicado.
Assim sendo, solicito que troquem meu endereço de e-mail, pois nossos colegas já me pediram diversas vezes e estou com vergonha de divulgá-lo.
Por favor, levem em consideração meu pedido. A situação está insustentável.”

Att.,
Vania Dias <VADIA@novaempresa.com>
Fiscal de Produção – Mat. 99662-9”



De: Diretoria de comunicação NovaEmpresa
Para: Vania Dias
Assunto: Re: Endereço de e-mail

“Prezada colega.

Os e-mails da NovaEmpresa são compostos pelas 2 primeiras letras do primeiro nome, acrescidas das 3 primeiras letras do segundo nome.
Nosso sistema de e-mails funciona SEMPRE da mesma forma, independentemente do caso.
Pode confiar em mim, eu já tentei.”

Att.,
Vilmar Adolfo Silva <VIADO@novaempresa.com>
Secretário de Comunicações – Mat. 58152-4

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Não há desculpa.

Nascemos para morrer;
Vivemos para destruir;
Morremos para pacificar;

As cinzas do que um dia eu fui;
As memorias do que um dia eu fui;
As cicatrizes do que um dia eu fui;
Não são quem eu sou agora;

Perdi a mulher que eu amava para a pessoa que mais confiava;
Vi minha familia ruir por causa da sua propria ganancia;
Andei nesse meu caminho semeando odio;
Destruição foi minha unica companhia;

Nesse mundo doentio;
Só existe uma lei;
Definida por Deus;
Apenas o mais forte viverá;

Você vai acabar chorando;
Vai acabar sangrando;
Vai acabar se dilacerando;
Apenas para se tornar a mais bela perfeição.
Gabriel.
-------------------------
A morte, a discordia, a ganancia e a guerra.
Amém.

sábado, 20 de setembro de 2014

Migalhas.

Não vejo esperança;
Todo dia é uma guerra;
Contra alguém que eu não conheço;

Sentimentos são piadas;
Comparando o tanto de sofrimento que passei;
Talvez eu tenha crescido;

Vi irmãos traindo irmãos;
Lindas fardas;
Que o tempo resolveu transformar em pó;

O fardo é pesado;
Não sei se tenho fé;
Ou se é algum sonho oculto;

Mas no fim nem adianta se erguer;
Afinal por mais que você tente chegar lá;
Vai sempre parar na mesma desventura.
Gabriel.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Isso é épico!


Lagrimas heteras escorrem pelos meus olhos.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Pai zumbi


...e tarde daquela noite, ainda se ouvia alguns talheres sendo colocados na gaveta.


O ar ainda era pesado pelos fungos, tesos e frescos naquela louça.

"Por hoje chega. Vou dormir! Amanhã eu continuo..."


E deitou-se em sua cama, como se desabasse. Como um último alento, olhou uma última vez para a Ordem do Juizado de Menores, posta estrategicamente no criado-mudo.

"Não vou deixar... não vou ficar sem você." - sussurrou.
 E seus olhos se fecharam,
empurrando a última lágrima da noite.

Pecador.


Acho que é um pecado;
Eu sou faminto por sua carne;
Ainda mais quando vejo seus olhos negros;

Desejo até a sua sombra;
A silhueta perfeita;
Da pessoa mais bela que vi;

E mesmo estando em pedaços;
Os sentimentos por você;
São maiores que tudo;

Sou apenas um anjo caído;
Esperando você me erguer a mão;

Para lhe devorar totalmente.
Gabriel.
--------------------
Nenhum dos meus poemas é feito para alguém, são só os sentimentos que são colocadas em palavras.

sábado, 13 de setembro de 2014

Ah, sim!!! Vívian!

Antes que este dia acabe...

Feliz aniversário!

O Sonho mais louco que já tive

Não gosto muito de citar os nomes dos caras nos contos que posto aqui no blog. Mas esse é diferente, porque reúne a equipe de Canoas com quem trabalhei durante 4 anos.

Então eu vou contar o  sonho e explicar a ligação deles entre sonho e realidade.

A minha empresa estava cuidando nada menos do que de uma colônia lunar. Até aí, pode parecer fantástico e entusiasmante, mas no sonho o trabalho era tão comum que não nos despertava a menor empolgação.

Nossa base, internamente, lembrava-me muito o escritório em que trabalhei com esses colegas que me referi na introdução...

Começamos vestindo os trajes de astronauta, enquanto o Carlos nos explicava que aqueles trajes eram novos e vinham com um teclado (caso quiséssemos enviar mensagem a ele) acoplado ao braço (como aquela roupa no filme “O segredo do abismo”). Nesse mesmo braço estava um maçarico (ao estilo Megaman), já que nossa missão naquela data era soldar algumas unidades de Silo espacial (que eram umas cápsulas esféricas de metal branco beeeem lunar mesmo).

[Na realidade, o Carlos ficou de chefe da minha divisão nas férias do Marcos, esse era o chefe titular, isso bem na época do sonho.]

Eu estava achando a explicação um pouco massiva, e concluí que era só esperar pelos colegas, afinal, eu já sabia o que fazer, e não estava a fim de saber o porquê. E acredito que deixei de ouvir um alerta importante do qual Carlos estava tentando nos passar...

Por último, Carlos deu a informação de que poderíamos falar normalmente uns com os outros, pois havia microfones e fones de curto alcance nos trajes, mas coisa da qual estávamos acostumados.

Don't.

É mais que um canto;
Sua tragédia é minha fortuna;
Os arcanos se ajoelham perante a sua dor;

As cartas não mentem;
Meu jantar está servido;
É na sua tragédia, que vai haver a maior das sinfonias;

Eu me lembro de não ter me acordado naquela manhã;
Estavam todos na minha casa;
Esperando o dia acabar;

Enquanto você deixar o seu coração de lado;
Enquanto você deixar se alimentarem de sua alma;
Não posso fazer nada;

Tudo que você conhece se vai;
Apenas cinzas de um fogo que nunca se apagou;
Um fogo em que o único que se queimou foi eu;

Não a motivo para festejar;
Se o único que vai se alegrar na sua dor;
Será eu.
Gabriel.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

O Evento IV - a missão

Queridos leitores deste blog...

Conforme eu havia prometido quando postei o vídeo em que o Gabriel e eu conversávamos no AnimeXtreme, aqui vai uma pequena coletânea de fotos deste blogueiro.
Se você já vem aqui com frequência, já ta acostumado.
Se é novo por aqui, prepare seus olhos e não digam que eu não avisei.

Protejam seus olhos e... Com vocês...

Bier, agente da SHIELD!

By Gabriel

Crachá confeccionado com ajuda da Dani (manipulação),
do Cassiano (ideia) e da Yngrid (arte-final)


Duelo com DeadPool



sábado, 6 de setembro de 2014

MJ.

Ganhei um novo vicio, se chama The Sims 4.
Tenho que achar um jeito de não viciar mais.
Sim essa é a Mary Jane, ou algo parecido.

Monstro.

Até que não é ruim;
Afinal o que de pior poderia acontecer;
Nessa altura do fato;

Você me disse mentiras;
Como faz para todo mundo;
Adoravel como um monstro;

O sol ainda está lá;
Ele esconde a sua hipocrisia;
Mas não se preocupe, a lua não é de enganar;

E o nosso amor não deu em nada;
Nem o café amargo que tomei;
Tirou o gosto de podre do nosso passado;

Cansei desse minha vida sem graça;
Amanhã vou aí;
Tentar fazer você tapar o buraco que você abriu.
 Gabriel.