segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Entrevista sobre As Crônicas Tibianas

Yeah, estamos no meio do planejamento das Crônicas Tibianas. O Capítulo 50 é especial, deverá vir aí com tudo!

Enquanto isso, gostaria de dar uma atenção ao pessoal que mandou-me perguntas sobre as Crônicas. Gostaria muito que lessem as 15 mais interessantes. (Eu as reformulei um tantinho para que ficassem mais compreensíveis.)

1 – De onde veio a idéia de fazer as Crônicas Tibianas?
Houve uma semana premmium gratuita em maio de 2009, na qual tive oportunidade de conhecer lugares inacessíveis pelos jogadores “free”. Nela, reencontrei uma amiga, e essa era a Mila. Ela queria muito conhecer Ankramon, e eu a levei. Essa aventura remete mais ou menos ao episódio 10 das C.T. Quando a noite acabou, estávamos na cidade desértica e eu fiquei pensando “Tenho que repartir essa aventura com meus amigos!” No dia seguinte, rascunhei esse episódio e, mais tarde, o publiquei no capítulo 10.

2 – Por que não há romance nas Crônicas Tibianas?
Opa! Mas há: Grazi e Sagal, por exemplo, formam um casal muito bonito ainda na primeira fase. Depois tem Bryan e Milla e um romance dramático de Bierum e Malu... e talvez haja maiores referências ao romance por aí.

3 – Você tem relação com algum dos jogadores de Tibia que aparecem nas crônicas?
Sim, sim... vejamos: Grazi é realmente minha melhor amiga. Andrezinho também... quem lê meu blog e acessa meu Orkut sabe: é um companheiro leal e digno. Malu foi minha namorada e jogou a valer, despertava inveja nos meus amigos tibianos: “Sua namorada joga tíbia, que legal!” Depois o Arth (Sam Scott) entrou na dança também: esse foi meu aluno e um grande amigo meu. Eu faço leves referências à minha irmã mais nova quando falo da Alys. Isso me remete a um pessoal que nunca vi pessoalmente: Bryan, Milla, Sagal, Zago, Trin; mas que mesmo assim os considero de verdade. Ainda tem outros amigos meus que conseguiram ingressar no meu mundo tibiano, e fico lhes devendo essa participação.

4 – Até onde vão os episódios das Crônicas Tibianas?
Engraçado você perguntar isso. Em princípio, meu projeto iria até 20 episódios cronológicos. Quando escrevi o capítulo 5, entendi que precisaria de pelo menos 100. Mas isso não foi uma má notícia. Muito pelo contrário, eu gosto do ritmo no qual as tramas têm se saído.

5 – Esses episódios realmente aconteceram ou têm ligação com a realidade?
Algumas Crônicas exigem muito da minha criatividade. Outras, procuro fazer o mais próximo da realidade possível. É claro que algumas coisas precisam ser adaptadas, ou as crônicas ficariam muito limitadas. Até a “poesia da coisa” tem que ser retrabalhada.

6 – Qual seu episódio favorito?
Tem 3 que eu gosto muito:
O episódio em que atravesso a selva de Port Hope com Milla (episódio 10). Além de ter me inspirado (quando fato), lembro comoventemente de como ela reagiu ao ler. O Arth também contribuiu com um comentário que está eternizado no blog.
Outro que eu destaco é a luta de Andrezinho contra uma das Aranhas Gigantes.
Outro dele muito bom: a luta contra um jogador mal-educado que acabou virando um ótimo episódio.

7 – Existem episódios complicados? É fácil escrever as Crônicas?
Existem episódios fáceis e difíceis. Tanto de se viver no jogo, como de se “traduzir” em Crônicas. Minha maior dificuldade tem sido arranjar tempo para escrever e postar conforme estava no roteiro. No início, eu queria escrever uma crônica ao mês. Quando vi o tamanho do projeto, resolvi antecipar para uma por semana. Mas, desde que me mudei, não consegui arrumar tempo, passei elas para quinzenais, sem muito sucesso. Meu único pedido aos leitores é que sejam pacientes, porque a saga deve valer a pena.
Uma observação: o mais difícil será o episódio 50, no qual votaram para inserir imagens durante a crônica. Mas é pedido dos leitores... não envolvendo dinheiro e família, eu acho que devo topar.

8 – Como você começou a jogar e porque escolheu Nebula como mundo?
Comecei a jogar por intermédio da minha irmã mais nova. Ela recomendou Nebula por ter uma personagem forte lá. E, de fato, ela me ajudou no que podia, como uma irmã mais velha. Quando ela parou de jogar, deixou uma modesta, mas muito honrada herança.

9 – Você conseguiria nomear as sagas? Como você separa cada saga?
Não... por isso intitulo cada capítulo. Quanto às sagas... elas não duram muito, então não sei se devo me dar ao trabalho de nomeá-las.

10 – Por que escrever as Crônicas Tibianas?
Bom... é pra me divertir, mesmo. Eu sonho em publicar livros, quem sabe a própria Cipsoft (criadores de Tibia) não liberam sua licença para que eu a publique?

11– Bierum Wizzard pra você é...?
Um mago sábio,  idoso, perto de uma fogueira, narrando sua auto-biografia. E imagino os leitores como aventureiros com suas mochilas no chão, querendo aprender algo com isso tudo.

12 – Como o seu blog é muitas vezes humorístico, você não pensou em fazer um blog só para as crônicas?
Pensei. Acho que até comentei com o Andrezinho. O problema é que esse blog acabaria em pouco mais de 100 postagens. Então prefiro continuar a publicar no blog mesmo. Se virar um livro, vou solicitar um bom desenhista para as ilustrações, pelo menos uma por capítulo. Quem sabe no futuro, né?

13 – Algum dos seus antigos amigos te faz sentir saudade?
Todos. O Andrezinho raramente pode entrar no jogo. Milla é de mesmo caso. Grazi está trabalhando e estudando. Bryan parou de jogar. Arth também não tem jogado. Felizmente ainda me cruzo com alguns velhos amigos, e junto um pouco de inspiração para outras.

14 – Tem mais personagens vindo aí?
Sim, sim... mas é surpresa. Não posso estragar, até porque é surpresa para eles também.

15 – O que você tem a dizer aos leitores das Crônicas Tibianas?
Ah, eu contenho as lágrimas... de muita emoção. Estou no meio do projeto ainda, mas sinto a força dos leitores. Sinto a energia pelos comentários no blog e pelo MSN... pelos seguidores do meu blog... Eu fico lisonjeado pelo carinho e pela atenção de todos vocês. Tudo se resume a duas palavras muito sinceras: MUITO OBRIGADO!

domingo, 30 de janeiro de 2011

Por que namorar um nerd?

Ah, pessoal!

Um texto magnífico encontrado no Blog 100Freskura, editado por meus irmãos Otakuarenses Mendes, Ben-Hur, Cassiano e Rodrigo tem essa resposta!

Só precisa clicar aqui, ó!

Valeu!

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Você abriria a porta?

Provavelmente isso foi em época de copa do mundo...



...mas eu me recusaria a abrir a porta, fosse pra quem fosse.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

As Crônicas Tibianas - Cap 49

Alguém pode ajudar

Meu corpo estava repleto de energia. Fisicamente. No dia anterior, eu havia deitado em meus aposentos antes mesmo do Sol se pôr. A batalha contra Meio-Morto não havia me cansado tanto. Mas a sensação de ter perdido Malu, sim. E essa sensação esgotava-me sempre.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Romances na idade média...

Uma mini-série que roubei descaradamente do capinaremos.com





Nas próximas sextas, aqui no Blog do Bier.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Definições

Porque um dia, você também precisará delas...



Né?

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Quando aceitar o meu convite...

... se arrume, pelo menos um pouquinho.
... sorria, porque você está na minha companhia.
... tenha interesse em uma ou duas coisas que eu faço.
... ouça as minhas histórias.
... ouça as minhas promessas.