quinta-feira, 26 de março de 2009

Mais um vídeo!

Só pra descontrair...

Mais um pedacinho da hilária viagem que eu fiz em SC.

Alex, Glauco e eu... uma história com o final muito inusitado.

video

(Mas eu não conto. Vcs vão ter que ver o vídeo!)

terça-feira, 24 de março de 2009

A história sem começo...

- Fiquei sabendo, meu bom amigo, fiquei sabendo.

- De quê? Do que foi que ficou sabendo?

- Como se não bastasse você ter ganhado o cargo de sargento da tropa, sei que você queria esse cargo por causa dela.

- Está certo, eu adimito...

- Como você acha que os outros soldados, da mesma patente que ela, vão reagir ao saberem?

- Eu não disse que o que eu sinto será concretizado.

- Eu sei, mas você vai sonhar e não vai tentar?

- Eu não sei. Conte-me, como foi que você descobriu?

- Percebi pela maneira que você a olhava. Você queria ser superior a ela, eu pude sentir. Ou isso... ou você queria algum destaque para que ela soubesse da sua existência.

- Vou ficar com a segunda opção, ok?

- Certo. Se você diz...

- Já que não é segredo pra você, eu queria dizer algo.

- Pois diga. [acendendo um cigarro]

- Não vejo a hora dessa guerra acabar. Queria poder me declarar a ela, levá-la para casa e ter filhos gordinhos com ela.

- Hahahaha... é um grande cara-de-pau! Mas insisto na pergunta: e se a corporação descobrir que é ela o seu... objeto de afeição?

- Dane-se toda a corporação. O mundo inteiro está tentando reagir a essa praga de invasão... não há nação, não há raça, não há religião...todos somos um, enquanto eles estão mais fortemente armados do que nós. E em maior número. Eu queria ser feliz, pelo menos antes do fim do mundo.

- Você já teve contato com ela após a promoção?

- Sim... ela me chamou de "cravo".

- Ela estava sendo irônica?

- Acho que estava sendo brincalhona. Eu sorri.

- E depois?

- Conversamos um pouco. Eu tive muita vontade de revelar a ela o que eu sinto. Mas sei tão pouco sobre sua vida... não sei se devo.

- Bom, sargento, talvez se o senhor...

- Pare com isso! Sempre seremos amigos. E esta guerra tem que acabar!

[O alarme soa. É como um grito de uma mulher prestes ao sacrifício. Em sincronia com o alarme, a marcha dos soldados e os gritos de "um, dois, vai, vai, vai!"]

- Essa conversa fica para outra hora, sargento!

[Pegam então as armas, e começam a descer as escadarias da torre.]

- Sobreviva, meu amigo. Eu ainda desejo lhe narrar nosso primeiro jantar juntos.

- E como foi? Vai me contar?

- Ainda não o tivemos.

[O Sol vermelho se põe. Os amigos se separam, cada qual ao seu setor. O Som do alarme é abafado pelo som das armas.]


Parênteses:
(Será que eu continuo?)

Frase:
"Perder, ganhar, cair, levantar... amar é bem melhor que ver o amor passar!"
(Trecho da música "Preto e Branco", da banda Vera Loca)

Manual de instruções:

Naquelas minhas lutas titânicas que tive com o meu amigo Andrezinho, finalmente alcancei a vitória: "ele vai escrever um blog." - tudo certinho, até no mesmo servidor que eu.

Nosso querido servidor, no entanto, puxou nosso tapete: tem dado muitos problemas e até me fez perder compromissos importantes.

Aí eu me revoltei e parti para esse espaço. Como o Andrezinho tbm teve o mesmo problema, não foi difícil convencê-lo de fazer o mesmo. Mas eu aproveitei pra pedir a ele que entrasse em um blog "comunitário" comigo. Acho que vai dar certo.

Então, dada a presente situação, alguns dos meus textos de arte mais voltada para o universo HQ serão publicados lá. Já alguns detalhes da vida deste que vos narra serão publicados aqui.

Ou seja, o mais fútil de mim está aqui.

O menos fútil estará também aos cuidados do Andrezinho em:
http://qualquerassuntotahbom.blogspot.com/

Valeu!

segunda-feira, 23 de março de 2009

Será que vai?

Estou de volta ao mundo blogueiro. Sinceramente, cansei do meu antigo servidor, estava dando muitos problemas.

Já que estou de volta, pretendo caprichar. Vou montar uns vídeos, fazer coberturas dos festivais de anime que eu for, quero tbm publicar o meu programa virtual...

Quanto às histórias que publiquei, essas vão para o blog da minha outra conta, a conta que exerço sob a alcunha de professor.

E já que estou em clima de teste, aqui vai o primeiro vídeo que coloquei no youtube: a viagem que fiz junto ao Alex e ao Glauco, por Florianópolis.
video

Eu espero que quem tiver tempo assista e curta o vídeo. Se não gostar pode, pelo menos, deixar um sarro ou tocação de flauta.