domingo, 4 de setembro de 2016

Interpretação de "Eu era um lobisomem juvenil"





Olá pessoas! Olá humanoides!

Ouvi de novo essa musica fantástica de legião urbana hoje, e resolvi procurar interpretações dela na net... Resultado: não fiquei satisfeita com nenhuma e resolvi fazer a minha, vamos lá!!!


Eu Era Um Lobisomem Juvenil

Para começar, acredito que o titulo seja uma referencia tanto as fases da adolescência, quanto a inconstância de Renato e suas múltiplas fases, além disso o lobisomem é uma criatura que causa temor e aversão por ser violenta, coisa que Renato era na sua forma de se expressar em sua fase "punk" o que leva a acreditar que era muitas vezes tratado como um estranho assim como a figura mitológica.

"Luz e sentido e palavra, palavra
É que o coração não pensa"

Acredito que essa seja a frase mais significativa de toda a musica, a partir dela vou basear minha interpretação. "luz" seria o pensamento iluminado, o estagio de iluminação seja ele visto como espiritual ou como um estado de felicidade plena. "sentido" o raciocínio lógico  seja ele comum ou critico (colocando critico aqui como as filosofias e divagações sobre temas de forma objetiva).
"O que o coração não pensa" é o que não se pode dizer  aos outros, o que não é compartilhado, o sentimento que de alguma forma foge a expressão simplesmente por ser muito profundo e intuitivo.
"Palavra" seria toda a expressão desse sentimento que em seus pensamentos o coração não consegue dizer, ou seja palavra seria o mais profundo sentimento, a essência da alma expressada.

"Ontem faltou água
Anteontem faltou luz
Teve torcida gritando
Quando a luz voltou"

Se você for puramente pelo significado vai pensar que é um trecho simples e aleatório, mas como o gênio que Renato sempre será quem consegue acreditar em uma simples aleatoriedade?! Esse trecho reflete a revolta com "ter faltado água e luz", mas também mostra a revolta quanto "a torcida gritando" ou seja comemorando a chegada daquilo que nem ao menos deveria ter sido tirado, o que também mostra que ele sente muito mais sobre isso do que falou.

"Não falo como você fala 
Mas vejo bem 
O que você me diz"

Aqui ele se refere a uma "terceira pessoa" , pode ser tanto algo que ele gostaria de ouvir pois no trecho anterior ele expressou a maneira dele o sentimento que chamou de "palavra", como a discordância do que foi dito apesar de ter compreendido a "palavra" no que foi dito.

"Se o mundo é mesmo
Parecido com o que vejo
Prefiro acreditar
No mundo do meu jeito"

Novamente o sentimento de revolta, dessa vez de forma ampla, uma reflexão que pode ter surgido a partir da revolta na "teve torcida gritando", também pode mostrar que aquilo que foi dito pela terceira pessoa não foi de acordo com seu sentimento de "palavra" e sua visão de mundo.

"E você estava 
Esperando voar
Mas como chegar 
Até as nuvens
Com os pés no chão"

Percebem que todas essas reflexões são típicas da adolescência? Do inicio da maturidade a busca por independência e ao mesmo tempo a relutância em largar os sonhos que talvez sejam fantasiosos ou encarados como fantasiosos. Temos aqui uma expiada no Renato adolescente, como musico no cenário do rock nacional de sua época quantas vezes não deve ter se questionado a mesma coisa?

"O que sinto muitas vezes
Faz sentido e outras vezes
Não descubro um motivo
Que me explique porque é
Que não consigo ver sentido"

Novamente a dificuldade de expressar "o que o coração não pensa". Aqui fica bem claro também a confusão de pensamentos e sentimentos típica dos adolescentes, a busca pela compreensão da essência de certas ações, o que mostra uma reflexão do Renato adolescente sobre suas múltiplas fases.

"No que sinto, que procuro
O que desejo e o que faz parte
do meu mundo"

Veja bem, no trecho anterior era algo que ele não conseguia explicar, provavelmente uma ação ou sentimento ou seu próprio jeito. Aqui ele já fala que é algo que "faz parte do meu mundo" e que "deseja" novamente a "palavra" a essência dele lhe escorre pelos dedos. Algo que faz parte de "seu mundo" ou seja sua parte mais intima.

"O arco-íris tem sete cores
E fui juiz supremo."

Putz essa complicou! Talvez a referência ao arco-íris seja mais uma vez referência as multi fases de Renato. Também pode se referir aos vários sentidos do que foi dito a ele pela terceira pessoa, ou ainda as várias razões que pode ter motivado a sua fala ou suas "palavras".

"E fui juiz supremo" pode ser uma forma dele falar que se questionou sobre suas facetas. Mas também pode se referir ao trecho seguinte em que ele fala novamente com a terceira pessoa já vemos que ele discordava das opiniões dela, com "fui juiz supremo" ele pode querer dizer que foi duro no julgamento das ideias e "palavras" da terceira pessoa.

"Vai, vem embora, volta
Todos têm, todos tem
Suas próprias razões"

Veja que ele dá uma ordem direta e dura "vai", logo depois ele se contradiz "vem embora" o que mostra que foi uma atitude precipitada ficar chateado a ponto de mandar ir embora, e muda de opinião "volta", a terceira pessoa provavelmente não ficou confortável com o julgamento de Renato e quis ir, porém Renato reconhece seu extremismo e muda de opinião logo que entende que atingiu a "palavra" da terceira pessoa, então logo se justifica e se desculpa com "todos tem suas próprias razões", aqui também ele se refere ao que menciona como "palavra".

"Qual foi a semente
Que você plantou?"

Aqui ele fala tanto sobre a forma de agir que acaba resultando num fruto, quanto pode estar questionando a terceira pessoa tentando entender o que ela queria dizer quando falou o que lhe deixou chateado, ou ainda o que ela se permitiu sentir para que pudesse pensar da forma que o fez lhe tratar com revolta e extremismo.

"Tudo acontece ao mesmo tempo
Nem eu mesmo sei direito
O que esta acontecendo"

Aqui ele pode estar tentando justificar sua ignorância devido a forma como agiu com a terceira pessoa, além de falar sobre o que estava plantando algo que talvez devido ao excesso de coisas que acontecem ao mesmo tempo ou a quantidade de pensamentos misturados não conseguisse enxergar claramente, pode se referir também a um possível relacionamento entre ele e essa pessoa o que tem semeado nesse relacionamento durante tantos dias, pode demonstrar uma certa relutância.

"E daí, de hoje em diante
Todo dia vai ser 
O dia mais importante"

Após ter certeza do que se planta todo dia será importante pois todo dia aquilo crescerá, a importância de agir de forma condizente com seu objetivo "a semente que você plantou" e a disciplina necessária para lutar por seu objetivo com se aquele dia fosse o último, ou ainda simplesmente só tratar cada dia como se fosse o ultimo.

"Se você quiser alguém 
Pra ser só seu
É só não se esquecer
Eu estarei aqui"

Aqui vemos novamente um possível relacionamento entre Renato e a terceira pessoa, mostrando que ajudará nos seus objetivos.

"Não digo nada 
Espero o vendaval passar"

O posicionamento dele em uma briga no relacionamento, ou ainda uma situação ruim na adolescência e sua forma de lidar com ela, pode se referir também a "vendaval" como uma explosão de emoções negativas dele mesmo e a forma como simplesmente não intercede por si quando as outras pessoas tomam atitudes por conta dessa explosão.

"O que você me falou
Me fez rir e pensar
Porque estou tão preocupado
Por estar
tão preocupado assim"

Veja bem o vendaval passou aqui vemos uma reconciliação a terceira pessoa pode ter falado algo que mostrou a Renato sua "palavra" quanto a ele, o que fez ele relevar sua atitude preocupado uma possível insegurança ou ciume. Também podemos ver como o esclarecimento do horizonte após o vendaval, algum apoio e conselho que a terceira pessoa deu e fez com que ele esclarecesse sua própria "palavra".

"Mesmo se eu cantasse 
Todas as canções
Todas as canções
Todas as canções
Todas as canções do mundo
Sou bicho do mato"

Aqui ele se refere a conhecer tudo, todos os sentimentos, pensamentos e "palavras", pode ainda se referir a contar tudo a terceira pessoa tentar expressar tudo o que "o coração não pensa", todas as "palavras", ainda assim ele seria "bicho do mato" ou seja algo selvagem imprevisível e incompreendido.

"Mas se você quiser alguém 
Pra ser só seu
É só não se esquecer
Eu estarei aqui"

Novamente ele se afirma presente e disponível, mesmo sabendo que por ser "bicho do mato" jamais poderá ser totalmente compreendido ou constante, se a terceira pessoa aceitar que nunca poderá entender suas "palavras"  estará sempre ali.

"Ou então não terás jamais
A chave do meu coração"

Nesse ele mostra que se a terceira pessoa não aceitar suas condições "jamais" terá sua confiança.


4 comentários:

Vai comentar? (Faça login no Google antes.)
Com a palavra, o mais importante membro deste blog: você!