domingo, 11 de setembro de 2011

Final Fantasy 6

Que a série Final Fantasy é um clássico todo o mundo já sabe. Ficou muitíssimo popular com a 7ª versão do jogo, para Playstaion (One). No entanto, as versões anteriores já exploravam o drama, o romance e a ação, antes mesmo de Cloud e seus companheiros sairem da prancheta de dsesenho. E hoje, exploraremos um pouco da Fantasia de Final Fantasy VI...




A trama começa com a Guerra da Magi, 1000 anos antes do início da saga. As deusas concederam aos humanos propriedades mágicas. Mas os humanos usaram (quem diria) seus poderes para propósitos egoístas. Como solução, as Deusas transformaram os humanos com poderes em Espers, trancaram-nos em uma dimensão só delas e transformaram-se em estátuas para selar esse poder. Desse conflito, alguns humanos herdaram os poderes mágicos, mas não com tanta naturalidade. Esses humanos ficaram no mundo dos humanos comuns.

A primeira complicação acontece quando o Império usa os humanos que sabem magia como soldados especiais. Contra essas e outras tiranias, existem os Retorners, rebeldes que querem a paz e a queda do Império. A Segunda complicação ocorre quando o Império é traído pelos generais. Mas ser mais específico que isso é Spoiler, não?

Repleto de personagens estilosos, Final Fantasy VI faz complicações como uma novela, possui sub-sagas de cada personagem e possui histórias alternativas dentro do enredo principal, tornando-se assim uma obra artística.
A música também merece destaque. O jogo chegou a ter suas OSTs (Original Sound Tracks) regravadas pela Orquestra Sinfônica de Milão. Um dos melhores exemplos é o Terra's Theme Orchestred:

Personagens da Saga:

Terra Branford:  nasceu com o dom da magia, a arte cobiçada pelo império. Capturada desde criança, teve sua mente controlada por Kefka (general do Império) e usada para todo tipo de combate em que seu dom fosse útil. Terra despertou da lavagem cerebral e se lembra do terror do campo de batalha e das mortes que causara. Ela acaba se tornando uma pessoa quieta e melaconlica que não vê propositos em sua vida. Se sente diferente de todos por uma razão que nem mesmo ela entende e se pergunta se poderá ter sentimentos que não sejam dolorosos mesmo sem nunca tê-los. Terra, por uma razão muito especial, tem poderes mágicos bastante evolutos, essa é possivelmente a maior vantagem dela sobre o grupo.

Locke Cole: é especialista em roubos, mas odeia que as pessoas o chamem de ladrão. Ele, além de perder a paciência, se auto-afirma “Caçador de Tesouros”. Locke é uma pessoa simpática, bem humorada e um grande cavalheiro. Ele sente grande necessidade em proteger as mulheres do grupo, principalmente Celes. Isso pode ser por seu passado: sua vida de aventuras acabou resultando em um mal terrivel à pessoa que ele mais ama. Locke nunca se desculpou por isso, e até hoje busca um modo de remediar o fato. Astuto, malandro e muito bondoso, sua maior contribuição para o grupo é a capacidade de se disfarçar, roubar, se esconder e fazer tudo que um ladrão de mão cheia precisa.



Edgar Roni: É rei de Figaro, um homem que se consagra fácil como o mais inteligente do grupo. Seus planos ousados dissolvem fácil qualquer problema e são responsáveis por Figaro ainda estar de pé diferente de varias outras cidades e castelos maiores. Edgar forjou uma aliança com o Império para preservar a paz de seu reino. Sendo um grande inventor, ele projetou diversas armas e maquinas aos quais servem de sistema de defesa para seu Castelo, incluindo maquinário de locomoção, que faz com que o castelo Figaro se mova por baixo da superfície arenosa até a parte Norte do mapa. Além da inteligência, outra grande contribuição dele para o grupo é sua capacidade de operar as ferramentas que ele mesmo projetou, capazes de enfraquecer monstros poderosos.





Sabin Rene: Irmão de Edgar, Sabin é um homem impulsivo e cheio de vida. Sabin almejava cruzar o mundo e alcançar os limites de seu corpo. Apaixonado pela prática de artes marciais e pela liberdade, Sabin renunciou ao trono após a morte de seu pai. Edgar concordou com o irmão após uma aposta bastante tola: cara ou coroa. Dedicado artista marcial, suas técnicas são de grande valor, pois permitem que ele acerte mais de um adversário ao mesmo tempo. Outras técnicas só devem ser usadas contra seres humanóides. Outra curiosidade interessante é o tipo de arma: garras, como os monges antigos.






Celes Chere: Linda, nobre e inteligente. Celes fora uma general do império e possui o dom da magia, devido ao fato de que na infância fora infundida com o poder mágico das Magicite. Apesar de ser uma Militar e uma Amazona de habilidades letais, Celes é uma pessoa de bom coração que no fundo não deseja ser uma general, mas sim uma mulher que possa sonhar, amar e viver como uma pessoa normal. Assim como Terra, tem poderes mágicos fortes. Além de ser guerreira como sua segunda natureza, Celes consegue inibir as magias em combate, se estiver portando uma espada que a permita aparar poderes mágicos.
 
 
 
 
Shadow: O ninja do grupo, assassino frio e misterioso que é capaz de tudo apenas por dinheiro. Seu único companheiro é seu cão "Inteceptor", o qual se mostra tão hostil quanto seu dono, exceto na presença de Realm. Ele parece ter enterrado no fundo da alma todos os seus sentimentos. Porém, Shadow fez isso apenas por querer fugir dos únicos sentimentos que não conseguiu enterrar: remorso e tristeza. Shadow é o único que pode arremessar objetos nos inimigos, além de ter especialidades semelhantes às de Locke. Acredita-se que ele seja o grande incompreendido do grupo, sobretudo, é o membro que precisa compreender a si mesmo.






Cian Garamonde: Cyan é um nobre guerreiro que viu seu reino e família sucumbirem à morte, devido à crueldade do Império: envenenamento da fonte de água do reino de Doma . Apesar de suas habilidades e de certa idade Cyan agora enfrenta com a dura batalha de aceitar a morte de todos aqueles que ele jurou proteger. Ele age e pensa como um guerreiro do século passado,  seus costumes e sua forma de pensar acabam sempre por gerar situações cômicas, como os choques culturais entre o medievalismo e a tecnologia. Cian é um cavaleiro medieval, por isso, um espadachim, e sua técnica lembra esgrima. De fato, é um espadachim de mão cheia e sua habilidade especial é a técnica de ataques diferenciados, ainda que um pouco demorados, muito úteis dependendo do planejamento.
 
 
Gau: Gau é um garoto alegre que foi abandonado  pelos pais desde bebê em um lugar cheio de monstros selvagens, a região de Veldt. Apesar de tudo ele sobreviveu, e aprendeu a lutar e agir como os animais, como o Tarsan do Grupo. Talvez comparável a Moggle, o menino-lobo. Embora habilidoso, Gau tem apenas 13 anos, e devido ao modo como cresceu chega a ser mais ingênuo e imprevisível que qualquer um de sua idade. Como foi criado por animais, Gau consegue imitar qualquer tipo de criatura que o ataque. É uma habilidade incrível, mas um tanto perigosa até para ele, considerando que alguns monstros tem habilidades suicidas e, uma vez que Gau escolhe uma criatura para imitar, ele só poderá trocar essa habilidade no início da próxima luta.




Setzer Gabbiani: Se há alguém que ama mais o jogo do que a própria mãe, esse alguém é Setzer. Apaixonado por jogos de azar e aeronaves, Setzer uniu o útil ao agradável, tendo um cassino em seu próprio dirigível, o Blackjack. Bom vivente e sagaz, ele não mede esforços para conseguir o que almeja. Ironia do destino ou não, Setzer perdeu a única pessoa que gostava justamente pelo fato dela ter uma filosofia de vida semelhante à dele... voar, apostar e curtir. Setzer não é um lutador, mas um jogador, por isso suas habilidades especiais são dependentes de um caça-niqueis, do golpe "Cointoss" (jogar moedas) e de suas "armas": cartas e dardos. É um dos mais estilosos personagens do jogo.




Strago Magus: é um velho gentil e sábio que vive em Thamasa com sua neta Relm. Cria sua neta sozinho e apesar disso não se sabe bem quem manda em quem exatamente. Ele sempre vai as loucuras com as atitudes de menina, mas a ama muito e vive em função dela. Embora o senso do ridículo não vingue em suas roupas, Strago é um velho mago muito bondoso que vivia escondendo sua magia das pessoas comuns. O grande mistério está na origem desses poderes: Strago os conquistou em contato com os Espers? Se toda a forma, seus poderes mágicos são de um nível mais elevado do que as meninas Terra e Celes.




Relm Arrowny: Graciosa e cheia de vida, Relm possui a habilidade de dar vida aos quadros que pinta, literalmente. É neta de Strago, que sempre convence a permitir seus mimos. Relm é uma menina hiperativa e muito inteligente, coisa que se nota facilmente em suas falas. Sua inocência e sua bondade são vistos à flor de sua pele. Ela é a única além de Shadow que consegue se aproximar do cão Interceptor. Relm ainda tem mais a revelar ao longo da saga. É outra maga de grande valor, e seu poder equivale-se ao de um mago azul, ou seja, tem facilidade em aprender as magias especiais dos monstros. Assim como Strago, não se sabe de onde vieram esses poderes mágicos. Intrigante... e de certo modo, muito divertido.




Mog: Graças ao contato que teve com as Magicite, Mog é o único Moogle capaz de falar. A Magicite em questão é a Tritoch, apesar disso ele diz que quem lhe ensinou a falar de verdade foi um velho maluco ( o deus-esper Ramuh). Os moggies são muito espertos e possuem uma sub-civilização abaixo da cidade de Locke (Narshe). São eles que ajudam Locke no resgate de Terra, logo no início da trama. Mog é um caso à parte pelo fato de falar. Em geral, os moggies sabem dançar hipnoticamente durante a batalha, além de equipar diferentes armas. Aliás, a parte em que você comanda o exército de moogies é muito legal!




Umaro: Um Sasquath gigantesco que vive nas minas de Narshe, apesar da descrição ele não é tão amigável assim. Sabe-se lá porque ele vê no minúsculo Mog uma criatura superior ao qual obedece sem hesitar. Por ser um pé-grande, recusa armas para a luta, e geralmente não obedece a comandos simples. No fim das contas, é interessante ter de duelar com ele antes de conquistá-lo ao time. Aliás, na luta com ele você consegue ver que o fim pode estar próximo.








Gogo: Um ser esquisito que vive em uma caverna maluca sem pé nem cabeça. A entrada de sua casa é um monstro gigante que engole todas as pessoas, dentro dela mágicos empurram pessoas das pontes e blocos de terra gigantescos tentam esmagar os visitantes. Não se sabe se ele é homem, mulher, ou se é mesmo humano. Perguntar não adianta afinal ele não fala muita coisa. Gogo é um mistério... Bizarro demais para alguém tentar desvendar. Olhando para suas roupas, lembra uma espécie de cigano. Talvez seja um daqueles personagens de Final Fantasy que não pertencem ao "mundo comum". De toda a forma, é inquietante tentar vê-lo como um ser normal. Nada à sua volta é.






Concluindo...
Final Fantasy VI é um marco dos jogos de RPG para o Super Nintendo, merecidamente teve uma republicação no Playstation One e não duvidaria se fosse retrabalhado nos próximos consoles. É doce a esperança, eu sei, mas o Final Fantasy VII teve mais dois jogos como continuação e um longa em CG simplesmente épico. Aliás, épico é uma palavra que define Final Fantasy muito bem...


Fontes:
http://forum.pokeevo.net/topic/819587/1/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Final_Fantasy_VI
E conhecimentos pessoais de jogador de SNES, é claro.


[Postagem simultaneamente postada no Blog do Bier e no Blog do Neco.]


Um comentário:

  1. agora entendi o personagem do cos do Bruno no animeRS u.u

    ResponderExcluir

Vai comentar? (Faça login no Google antes.)
Com a palavra, o mais importante membro deste blog: você!